28 de maio de 2009

Teresa

Há já algum tempo que ando a pensar em fazer alguma coisa por causa da tua despedida, entre outras coisas esta foi uma delas. Não é bem uma declaração pública, porque como deves calcular ninguém lê o que escrevo, mas é uma forma de rever os bons momentos por que passamos aqui na cidade dos 3P's (ou 5P's, eles lá sabem) :)
Andei aqui a vasculhar as pastas do computador a ver se encontrava fotos e até arranjei algumas jeitosas...

Esta foi na primeira viagem de combóio que fizemos de regresso a Lisboa (não faço a mínima ideia porque tiramos fotos, e porque é que só temos minhas).

As seguintes são daquele fim de semana do 25 de Abril em que esteve um calor abrasador, parecia que já estávamos no Verão (foi o meu primeiro fim de semana aqui). Fomos bem enganadas, presenteadas com tanto Sol logo no início e depois viu-se. Chuva, chuva, e mais chuva...
De relembrar que estas fotos supostamente deveriam ser da praia em Esposende, que era para onde queriamos ir.

Sim, estas fotos são em Guimarães. A sinalização na autoestrada era manhosa e fomos  dar um passeio à Cidade Berço.

Um dos jantares animados...
(se vires com atenção, perto das mãos da Elsa consegues
 ver as Lurdes, e a garrafa de
 Vodka)

(as três tão sorridentes, tu nem por isso (sorry as 
outras fotos estão piores))
Não consegui arranjar mais fotos desta noite, a certa altura parece ter sucedido algo à "máquina fotográfica" e as fotos estão todas desfocadas.

A nossa aventura mais recente, no país vizinho. Foi a nossa primeira experiência em Couchsurfing e saímos ilesas sem sermos mortas ou coisa pior. O nosso anfitrião foi super simpático e a viagem valeu bem a pena. Já havia tomado a liberdade de colocar aqui algumas fotos...
No Porto de Vigo

Claro que não podia faltar...
Por coincidência o DJ jeitoso que tirou a camisa e salvou a noite da outra vez vai lá estar este sábado... Belas noites aqui passadas, com momentos hilariantes, foi só rir. :)

Muitos mais momentos havia para recordar, mas se colocasse tudo o blogger ia ficar sem memória....

Confesso que a ideia de saber que já não vais estar duas ruas abaixo da minha me deixa um pouco reticente. Quem é que eu vou chatear quando as coisas correrem menos bem, e passar horas na conversa até cair pró lado de sono? E quando tudo correr bem, com quem vou celebrar (até cair pró lado também, mas não de sono)? É certo que algum dia havia de ser, foi uma "sorte" virmos parar ao mesmo sítio, mas no início custa a habituar à ideia.
Espero que as coisas em Lisboa corram às mil maravilhas, e que correspondam às tuas expectativas ou superem. Vou ficar aqui a torcer por ti, a desejar tudo de bom e à espera que me faças uma visita. Pronto, pronto, já me deixei de lamechices...
Ate jáaaa!!! (private joke)

27 de maio de 2009

Desabafo

Estou farta de pessoas oportunistas que vêm no trabalho dos outros a oportunidade de brilhar. Se querem as luzes da ribalta façam por isso, não levem a vida a fazer de figurantes...

Basta pum basta!!!

Uma geração que consente deixar-se representar por um Dantas é uma geração que nunca o foi. É um coio d'indigentes, d'indignos e de cegos! É uma resma de charlatães e de vendidos, e só pode parir abaixo de zero!

Abaixo a geração!

Morra o Dantas, morra! Pim!

Uma geração com um Dantas a cavalo é um burro impotente!

Uma geração com um Dantas ao leme é uma canoa em seco!

O Dantas é um cigano!

O Dantas é meio cigano!

O Dantas saberá gramática, saberá sintaxe, saberá medicina, saberá fazer ceias pra cardeais, saberá tudo menos escrever que é a única coisa que ele faz!

O Dantas pesca tanto de poesia que até faz sonetos com ligas de duquesas!

O Dantas é um habilidoso!

O Dantas veste-se mal!

O Dantas usa ceroulas de malha!

O Dantas especula e inocula os concubinos!

O Dantas é Dantas!

O Dantas é Júlio!

Morra o Dantas, morra! Pim!

O Dantas fez uma soror Mariana que tanto o podia ser como a soror Inês ou a Inês de Castro, ou a Leonor Teles, ou o Mestre d'Avis, ou a Dona Constança, ou a Nau Catrineta, ou a Maria Rapaz!

E o Dantas teve claque! E o Dantas teve palmas! E o Dantas agradeceu!

O Dantas é um ciganão!

Não é preciso ir pró Rossio pra se ser pantomineiro, basta ser-se pantomineiro!

Não é preciso disfarçar-se pra se ser salteador, basta escrever como o Dantas! Basta não ter escrúpulos nem morais, nem artísticos, nem humanos! Basta andar com as modas, com as políticas e com as opiniões! Basta usar o tal sorrisinho, basta ser muito delicado, e usar coco e olhos meigos! Basta ser Judas! Basta ser Dantas!

Morra o Dantas, morra! Pim!

O Dantas nasceu para provar que nem todos os que escrevem sabem escrever!

O Dantas é um autómato que deita pra fora o que a gente já sabe o que vai sair... Mas é preciso deitar dinheiro!

O Dantas é um soneto dele-próprio!

O Dantas em génio nem chega a pólvora seca e em talento é pim-pam-pum.

O Dantas nu é horroroso!

O Dantas cheira mal da boca!

Morra o Dantas, morra! Pim!

O Dantas é o escárnio da consciência!

Se o Dantas é português eu quero ser espanhol!

O Dantas é a vergonha da intelectualidade portuguesa!

O Dantas é a meta da decadência mental!

E ainda há quem não core quando diz admirar o Dantas!

E ainda há quem lhe estenda a mão!

E quem lhe lave a roupa!

E quem tenha dó do Dantas!

E ainda há quem duvide que o Dantas não vale nada, e que não sabe nada, e que nem é inteligente, nem decente, nem zero!

In Manifesto Anti-Dantas do génio Almada Negreiros (Poeta d'Orpheu Futurista E Tudo)


24 de maio de 2009

Relax

Esta sexta-feira (para compensar a minha ausência no ginásio) resolvi pegar na máquina fotográfica  dar uma volta no centro para ver como é que ela se comportava (e eu). Parecia uma autêntica turista, de máquina em riste sempre a tentar apanhar o melhor plano...No final o resultado foi bom, deu para experimentar os vários modos da máquina e perceber quando é que devo utilizar cada um. Tenho pena que muitas funções sejam totalmente automáticas, a máquina é tão inteligente que para garantir que eu não estrago as fotografias não me deixa alterar alguns parâmetros. Para já não me vou queixar, porque eu também não percebo muito do assunto, daqui a uns tempos logo se vê. Quem sabe se não consigo comprar uma Canon toda xpto (isso deve vir depois com curso de fotografia). Aqui ficam algumas fotos...


21 de maio de 2009

Hot N Cold

Nos últimos tempos tenho andado um pouco como a música da Katy Perry, uns dias super entusiasmada porque o trabalho corre bem, porque o meu amor esteve comigo uns dias, porque estou cheia de planos... Outro nem por isso, voltei a ficar sozinha (tinha que ser), o trabalho volta a encalhar, as coisas não andam para a frente e para ajudar o meu carro não coopera...
Tou a ficar saturada destas oscilações. Mas será que é pedir muito que as coisas corram bem pelo menos durante uns tempos? (só para tomar o gostinho)
Vou ver o que o meu horóscopo me reserva para amanhã. Com jeitinho a lua está alinhada com Saturno (seja lá o que isso for) e dizem-me que vou ter uma supresa boa. Tou mesmo a precisar...

17 de maio de 2009

Noite dos Museus em Braga

Inserida nas comemorações do Dia Internacional do Museus, que se realiza no próximo dia 18, o Museu D. Diogo de Sousa associou-se à iniciativa "Noite dos Museus" realizando uma série de actividades este fim de semana. Uma das iniciativas foi a realização de um concerto da Orquestra Ligeira Juvenil da Casa Pia de Lisboa, no auditório do museu. Sendo a minha mana um dos elementos da orquestra, não podia perder...
Como sempre, foi um concerto de elevada qualidade musical e profissionalismo da parte deste grupo de jovens que partilham o gosto pela música. O reportório foi bastante diversificado passando por músicas como Volare, Hot stuff, Fame, ou Flor sem Tempo de Paulo de Carvalho.
Apesar de já ter assistido a vários a vários concertos conseguiram surpreeder-me, para além da Sara que costuma ser a cantora principal, o João também cantou, e muito bem, alguns temas como o Sealed with a kiss, o My way do Frank Sinatra e o New York New York. Ainda tivemos direito a dueto e a um pézinho de dança entre os dois (muito giro).
Esta foi a primeira vez que assisti a um concerto da orquestra desde que o meu mano saiu da posiçao de guitarrista, no início foi estranho porque geralmente era para ele que olhava quando assistia aos concertos, e ontem era o Catarino que estava no lugar. De vez em quando o meu olhar lá ia parar à guitarra e quando tocaram o Flashdance fiquei atenta (como sempre) ao solo de guitarra...
O concerto correu muito bem e o público foi muito participativo, no entanto era muito reduzido. É a segunda vez que eles actuam neste auditório e, mais uma vez havia muitas cadeiras vazias. Da primeira vez era um evento privado, só se podia assistir com convite, mas desta vez era grátis e aberto a todo o público. A avaliar pelo número de pessoas que vi no centro comercial à tarde quando fui fazer as compras, presumo que havia imensa gente em Braga (estes não foram para o Santoinho nem estavam a recuperar do Enterro da Gata). O Braga também só joga hoje, (domingo) por isso questiono-me: O que estariam a fazer os bracarenses no sábado à noite? Terá sido por falta de divulgação?
Enfim, ficou a perder quem não viu o espectáculo, talvez numa próxima vez (a terceira) tenham o auditório cheio.


P.S.: Já sei onde estava toda a gente. Estavam no Theatro Circo a assistir ao concerto de Antony and the Johnsons. Assim já compreendo...

8 de maio de 2009

Ufa, já passou...

Hoje tive um dia em grande. Como tinha dito hoje era a minha vez de apresentar o seminário lá no grupo. Esforcei-me para por os nervos de lado, ouvi música calma para relaxar e fui revendo os slides sem stress para ter ideia do que havia de dizer, consegui parecer calma até a apresentação começar...
Assim que comecei a falar, a minha voz denunciou-me e os primeiros minutos foram assim tremidos, mas à medida que fui avançando lá fui ficando mais confiante. Apesar da insegurança acho que consegui transmitir aquilo que faço, provavelmente a maioria das pessoas não sabia, pelo menos agora ficam com uma ideia.
Foi muito bom ter várias pessoas queridas do grupo a torcer por mim, de certo modo foi isso que me foi deixando menos agitada. São estas pequenas coisas que me fazem sentir bem e me mostram que o meu lugar é aqui e não noutro sítio qualquer (pelo menos por agora). Foi uma simples apresentação para o grupo, para a maioria das pessoas é apenas mais uma, mas para mim foi a primeira, não sabia o que esperar. No final as perguntas/comentários foram poucos e bastante amistosos, parece que já não perciso ter medo....

O outro acontecimento importante do meu dia foi o mail que recebi com os bilhetes de avião para Nova Iorque!!!
Agora já nada ocupa a minha mente, à excepção da busca de um local para dormir, dos museus e monumentos a visitar, o tamanho das malas que posso levar...
Bem, isto não é bem verdade, porque esta música também não me sai da cabeça!


video

7 de maio de 2009

Nervoso miudinho...

Amanhã é a minha vez de apresentar o seminário lá no grupo e eu já começo a sentir aquele nervoso miudinho e borboletas na barriga. Bem que gostava de não ficar nervosa com estas coisas, não sei como há gente que consegue...
Dizem as pessoas experientes que isto com o tempo provavelmente não passa, mas melhora bastante, principalmente porque se vai ganhando mais confiança. Ainda assim não consigo deixar de ficar anciosa. É a minha primeira apresentação no grupo, em que tenho a oportunidade de explicar o meu trabalho, e é também a minha primeira apresentação em inglês.
O inglês geralmente não costuma ser um problema, quando me encontro em situações casuais, seja a falar com alguém de fora no trabalho, a ler artigos ou a ver as minhas séries favoritas sem legendas. Mas só de pensar que vou ter que ficar exposta a falar diante de várias pessoas em inglês... Decididamente estou a ficar um bocado afectada com isto.
Ainda tenho até amanhã para interiorizar a apresentação e deixar o nervoso de lado (pelo menos parte). Afinal de contas esta é a minha oportunidade para mostrar o meu trabalho e discuti-lo, se a apresentação for uma seca o trabalho não vai sair bem visto, e até é bastante interessante.

5 de maio de 2009

Dreaming about NY


Depois de alguns dias de espera, confirma-se...
        
                                                     ...vou a Nova Iorque!!!

Tudo graças à ideia brilhante da Ana. Já que vamos aos EUA a trabalho e as viagens são por nossa conta, porque não tirar uns dias de férias e dar um pulinho a Nova Iorque?
Depois da aprovação das férias pelo chefe, o sonho começa a ficar mais próximo da realidade. Já temos a viagem meio tratada, agora falta o alojamento. Tinha ideia de NY ser uma cidade cara, mas nunca pensei que fosse tão dispendioso arranjar um sítio para tomar um banho e ganhar fôlego para o passeio do dia seguinte. Vamos continuar à procura, a ver se encontramos um sítio acolhedor e baratinho (na medida do possível).
Por agora fico-me pelos sonhos e alguns planos (pouquinhos), tenho que ter a cabeça no lugar e preparar a apresentação do meu seminário que é já esta sexta-feira. Ai o nervoso miudinho...

3 de maio de 2009

Já tenho o meu brinquedo novo


Após alguns dias de espera, tenho finalmente a minha máquina fotográfica. Acabou-se o incómodo de ter que andar a pedir máquinas emprestadas e de me poder dedicar um bocadinho à fotografia. :)
Para pessoas como eu que percebem muito pouco de fotografia (para não dizer mesmo nada) a máquina é perfeita, não é preciso fazer muito para as fotos ficarem bem. Julgo que foi uma boa compra, tendo em conta a razão qualidade/preço e alguns comentários que fui lendo na web...
Já comprei uma bolsa para proteger e um mega cartão para poder amazenar muitas fotografias. Agora tenho que me dedicar a ler o manual e a explorar os sites de fotografia guardados nos favoritos, para tirar proveito do potencial da máquina. Quem sabe se brevemente me inscrevo no tão desejado curso de fotografia para principiantes. :)