31 de março de 2010

Algo vai mal no reino da Dinamarca

Não tenho leite há alguns dias, porque os meus horários são incompatíveis com os do supermercado e porque quando tive tempo nem sequer me lembrei de o ir comprar.

Tenho um monte de roupa para lavar, passar, arrumar, entre outros afazeres domésticos e se não é a minha colega de casa a coisa começa a tomar proporções dantescas.

O carro está na reserva, desconfio seriamente que já anda a vapores de gasolina, se não me ponho a pau vou ter que o empurrar na estrada nacional.

Acho que não é na Dinamarca que as coisa vão mal...

29 de março de 2010

Rotina


Passamos pelas coisas sem as ver,
gastos como animais envelhecidos:
se alguém chama por nós não respondemos,
se alguém nos pede amor não estremecemos,
como frutos de sombra sem sabor,
vamos caindo ao chão apodrecidos.
Eugénio de Andrade, As mãos e os frutos

27 de março de 2010

Para ti

Miss you...
video
Incubus - I miss you

To see you when I wake up
Is a gift I didn't think could be real
To know that you feel the same
As I do, Is a three-fold, utopian dream

You do something to me
that I can't explain
So would I be out of line
If I said "I miss you"?

I see your picture, I smell your skin
On the empty pillow next to mine
You have only been gone ten days,
But already I'm wasting away

I know I'll see you again
Whether far or soon
But I need you to know I care,
And I miss you

25 de março de 2010

Alice in Wonderland

Este fim de semana fui ver finalmente o tão esperado "Alice no país das Maravilhas" de Tim Burton.
video
Sendo uma admiradora do trabalho de Tim Burton e do Johnny Depp, a ansiedade é ainda maior quando estes dois se juntam.
Adorei!!! Gostei especialmente do Chapeleiro Louco (Johnny Depp) e da Rainha Vermelha (Helena Bonham Carter), foram os meus personagens preferidos, a caracterização e os figurinos estavam espectaculares. Quando acho que o Johnny Depp esgotou as suas reservas de 'loucura' num personagem, surpreendo-me com este Chapeleiro Louco,  que é tão rico em loucura como em sabedoria. Não posso deixar de falar no gato, lindo, ou não adorasse eu estes bichinhos fofos. :)
Os efeitos especiais e a animação estavam muito bons, mas não achei que o filme tivesse ganho muito com o 3D. Foi a primeira vez que vi um filme 3D, no início custou-me um bocadinho a adaptar, via a legenda em duplicado (comecei logo a pensar que não tinha sido boa ideia). Decidi não olhar para as legendas e quando dei conta já estava tudo juntinho outra vez.
No final do filme fico com a questão:
Have I lost my muchness?

17 de março de 2010

Mãe estou na TV

A semana passada uma jornalista da SIC e um operador de câmara andaram a 'passear' lá no trabalho. Estando eu a mexer em coisas fumegantes e geralmente apelativas neste tipo de situação... Medo!!
Com tanto chamariz não tive escapatória e não só tive direito a ser filmada como fui também entrevistada. Sendo eu uma pessoa altamente extrovertida e com grande à vontade com câmaras e microfones (estou a ser irónica, muito irónica) instalou-se o pânico momentâneo. Lá me safei, mas fiquei com a impressão de que fui um desastre, ou porque não conseguia explicar por miúdos o que faço, ou porque estava vermelha como um tomate, ou porque tinha o chefe ao lado a ouvir o que dizia... um sem fim de coisas que me faziam não querer ver nem mostrar a ninguém.
Hoje a reportagem passou na televisão e tenho que reconhecer que não ficou assim tão má como temia, curiosamente não reconheço a minha voz, não me soa do mesmo modo na televisão.
Contou-me a minha mãe que o meu pai ao ouvir o meu nome seguido da minha voz a ecoarem da televisão foi a correr ver o que estava a dar (ele não sabia que tinham andado lá no lab, e das duas uma, ou eu estava mesmo a aparecer na tv (improvável) ou então ele já estava a alucinar com saudades minhas).

Continuo a achar que não disse nada de jeito e que foram bonzinhos nas partes que cortaram, mas foram os meus segundo de fama. :p


15 de março de 2010

Arrumar Contactos

A propósito do post anterior, pus-me a organizar os 'friends' do facebook e dei comigo a pensar...

Após a morte de alguém querido, quando é que se apaga os contactos da pessoa? Os números de telefone do telemóvel, os e-mails, contactos do messenger, facebook, etc...

Eu ainda guardo alguns contactos, não os consegui apagar...

p.s.: Eu sou daquelas que guardo o número de pessoas que não vejo nem falo há anos.

13 de março de 2010

E se um dia o Chefe te adicionar como amigo no facebook?

Não é uma pergunta retórica, aconteceu mesmo...
A conversa ontem à hora de almoço era que o Chefe agora já tem facebook e começou a adicionar algumas pessoas do grupo.
Até aqui nada de especial, eu achava que ele ia adicionar as pessoas que lhe são mais próximas. Estando eu na base da 'cadeia alimentar', achei que nunca faria parte desse grupo. Acontece que me trocaram as voltas e hoje lá recebi o pedido de amizade.

Agora tenho um dilema, se não aceito, é um bocado chato e ele ainda leva a mal, mas se aceito vou ter exposta uma parte de mim que não esperava partilhar com 'o chefe'. Acho estranho ele ter acesso às minhas fotos das férias e saídas com o pessoal, ou aos devaneios que vou escrevendo, ou ainda saber que jogo farmville...
Não sei que faça!

12 de março de 2010

Ao lanche...

(apanho a conversa a meio)

Pessoa 1: ... Eles vivem à custa do zé povinho. Eu acho que deviam acabar com o exército!
Eu: Mas acabavas só com o exército ou com as forças armadas em geral (exército, marinha, força aérea)?
Pessoa 1: Acabava com todos. Assim não havia armas para ninguém, acabavam-se as guerras. Não servem para nada!
Eu: Sabes quem foram os primeiros a chegar à Madeira para prestar auxílio?
Pessoa 1: Quem?
Eu: Militares (neste caso a Marinha). Sabes que andou a resgatar os corpos das pessoas? Os militares!
Pessoa 1: Nesse caso está bem. Até servem para essas coisas.
Pessoa 2: Os primeiros foram os madeirenses, que já lá estavam!
Eu: Sim, esses prestaram auxílio imediato. Mas os primeiros externos à população da ilha a chegar lá foram os militares.
Pessoa 2: Se os madeirenses já lá estavam, eles é que formam os primeiros!
Eu: Silêncio (não tinha energia para um debate de nível tão elevado... barulho da máquina de chocolates... cai um snickers)

Ele há cada um!
Cada pessoa tem direito à sua opinião, e é natural que quando não estamos familiarizados com determinado assunto, tenhamos já ideia pré-concebidas que podem ou não corresponder à realidade. É pena é que haja quem não esteja disposto sequer a dar uma hipótese de que lhe mostrem como as coisas são, ou pelo menos a expor um ponto de vista.

11 de março de 2010

Azeiteiros

É o nome mais brando que encontro para chamar ao condutores que me pregaram um susto valente na estrada nacional hoje de manhã.

Depois de suster a respiração quando uma Kangoo me aparece em contra-mão e passa "rés-vés campo de ourique" ao pára-choques, aparece-me outro carro (um Punto), também ele em contra-mão e a uma distância mais curta. Valeram-me os travões e a sorte da estrada ser um pouco mais larga naquela zona, passámos os três, o camião, o Punto e o meu carrito. Que medo!!

Cambada de azeiteiros!! Filhos da mãe!!!

7 de março de 2010

Alta tecnologia, ou talvez não...

Conversa antes de sair de casa...

Eu: Podemos ir comer uma francesinha ao Porto.
Ele: Sim, onde vamos?
Eu: Vi um sítio na net, dizem que são boas.
Ele: Sabes onde fica?
Eu: Não sei, mas tem aqui a morada. Posso levar o GPS.
Ele: Não é preciso, o meu telemóvel (todo high-tech) tem GPS

Já no Porto...

Eu: Aquela placa dizia Aliados, não devíamos ir por ali?
Ele: Podias ter dito antes, agora já não dá para virar.
Eu: O GPS está a mandar-te para o outro lado...

Perdidos, passa-me o telemóvel para as mãos...

Ele: Escreve o nome do restaurante e faz uma pesquisa. Depois escolhe a opção para indicar o caminho.
Eu: Já fiz tudo, mas não dá. Se calhar não estou a escolher a opção certa...Toma.
Ele: (depois de ter feito o que me disse) Hum.. não dá! Activar aplicação??? Agora não tenho o código aqui!
Eu: (Cara séria)
Ele: Diz lá... devíamos ter trazido o teu GPS, não é?
Eu: Pois... (risos)

Não vou dizer quanto tempo andamos às voltas... :p
Jantamos tardito, mas valeu a pena, a francesinha estava boa, a sobremesa de comer e chorar por mais, o empregado que nos atendeu foi 5 estrelas e a companhia não podia ser melhor! ;)

p.s.: Lindo, desculpa, mas tinha que partilhar. :p

5 de março de 2010

Preciosidades

Ficar acordada até tarde leva a que chegue a hora da parvoíce...
Hoje em conversa com uma amiga eis que tomo conhecimento de um site com utensílios absolutamente incríveis, autenticas preciosidades (ideias para uma noite de insónia).

Se alguns utensílios são úteis, outros são no mínimo questionáveis.

Temos por exemplo um tapete de rato que é um verdadeiro tapete, segundo a descrição do site tem "franjas verdadeiras nas extremidades".

O que seria de mim sem um tapete de rato verdadeiro, já não quero saber do tapete em forma de gato que me ofereceram nos anos, quero este!



Outra coisa claramente útil é um mini-aspirador com ligação USB, com um aspirador desta dimensão era um mês para aspirar a casa (no mínimo).

Existem ainda canecas muito alternativas, umas que brilham no escuro, canecas mágicas com gatinhos que miam quando são levantadas, ou ainda uma que assobia.

A parte reservada ao animais é ainda mais interessante, lá podemos encontrar uma tenda para gatos com padrão "leopardo", segundo a descrição "é o sonho de qualquer gato". Vou experimentar com os meus gatinhos, acho que se vão sentir intimidados...

No meio de tantos objectos encontrei dois que me podem ser muito úteis:


São eles o desumificador de automóvel (óptimo para quando o meu carro sofre alagamentos) e o porta-bananas.
Levar bananas para o lanche nunca mais será a mesma coisa, agora o meu lanche "estará sempre protegido de possíveis embates", segundo a descrição no site.

Muitos mais haviam para mostrar... Claro que no meio destas raridades existem utensílios que pode dar muito jeito no dia a dia, mas esses não têm tanta piada e podem ser encontrados noutras lojas.
Para quem tiver curiosidade ou quiser adquirir algum dos produtos pode fazê-lo aqui.

p.s.: Não tenho nada a ver com a loja...

1 de março de 2010

Insónias

Fecho os olhos mas o sono tarda em chegar, mudo de posição...
Acendo a luz e leio algumas páginas de um livro, farto-me! Apago a luz, mais uma tentativa...
Oiço a chuva lá fora, ela que tantas vezes me serve como canção de embalar desta vez não me adormece.
Vejo as horas a passar no relógio uma a uma, faltam poucas horas para amanhecer, ordeno a mim mesma...Dorme!

O despertador toca. Não pode ser! Agora que finalmente adormeci, agora que sonho contigo... Não quero acordar!

A noite chega e o ciclo repete-se.